quarta-feira, 20 de junho de 2012


"O amor é como uma grande casa que tem que ser construída por você. Ele pode sofrer com as tempestades, entretanto continuará ali. Você não pode deixá-lo morrer, quebrar ou vender por qualquer casa que já esteja pronta porque assim não descobrirá o valor de tê-la, assim é o amor. A casa suportará se estiver ali nas alegrias, tristezas, raiva, ciúmes e todos os seus sentimentos - tudo o que envolva o coração.  Construa esta casa, deixe-a transformar-se em uma mansão, pois esse é o verdadeiro amor: o que escuta e compreende e vive dentro de cada pessoa que se deseja amar. (...) Então, não vai ser fácil. Vai ser muito difícil. Nós vamos ter que trabalhar nisso todos os dias, mas eu quero fazer isso porque eu quero você. Eu quero tudo de você, pra sempre, todos os dias… Eu e você, pra sempre. Todos os dias!" (Filme: Diário de uma Paixão)


"Allie: Diz que sou um pássaro!
Noah: Você é um pássaro!
Allie: Agora diga que você também é um pássaro!
Noah: Se você é, eu também sou!"


sexta-feira, 25 de maio de 2012

Como uma simples caneca pode guardar tantas lembranças?


Cores, voltas, idas, cartas, guarda-chuvas, malas, balões, visitas, café quente passado na hora, abraço apertado, cobertor no sofá, nariz de palhaço, batata frita, ursinho de pelúcia, camisa florida, rapar a panela da calda de chocolate, banho quente, fulôres, rede na varanda, arco-íris, jogos de queimada na rua, vento no rosto, carona na bicicleta, corrida de cadeira de rodas, compromissos, reuniões chatas, esperas, relógios, agendas, calendários, datas, horas, minutos, segundos, 25 dias... Saudade... Um pouquinho das coisas simples que desabrocham, como o sorriso da pequena, cara de quem fez arte. Vida-arte-vida. Malas-arte-vida. *Não esquecer*. 

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Apresentação de Tecido Marinho


video

Apresentação que fiz de Tecido Marinho estilo 'É tudo improviso' no sarau do Acampalhaço 2012 !

O Acampalhaço é um Congresso Nacional de Humanização que trabalha através da arte do Palhaço e é organizado pela equipe dos Pro-Humanos < clique pra saber mais !  

:o)

segunda-feira, 21 de maio de 2012

3 meses depois...!

A verdade é que me entristeço ao ver tantos desamores. Me revolto com a sociedade atual, e com as pessoas que não se revoltam com ela. Um país que gasta milhões com um evento esportivo e deixa milhares morrendo de fome, frio, falta de afeto... A obrigatoriedade acadêmica, e a não valorização da experiência e do trabalho. Tudo longe, tudo distante, tudo virtualizado, tudo frio, tudo 'cada um no seu mundinho'. E eu aqui tentando achar o meu e comunicar com o de outros. A não permitividade do contato, do verdadeiro, do original e do simples - simplesmente assim. "O teatro não precisa de pessoas com alma dura. O mundo não precisa de pessoas com alma dura." E é o que mais se vê por aí. Nada mais triste que uma palhaça triste, de maquiagem borrada.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Teste.

Teste...
1...2... Testando...
Alguém ainda passa por aqui?

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Agradecimento.

Dizem que quando a gente encontra a pessoa certa,
entende o porque de não ter dado certo com todas as outras...!

Obrigada, Pai.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

cidade (in)visível.

'Uma cidade santa. Suas muralhas são feitas de pedras preciosas e há doze portas que são doze pérolas. Ela vem descida do céu como noiva adornada para o seu noivo. Não há sol, nem lua pra lhe darem claridade, pois a glória de Deus a ilumina. No centro da cidade há uma praça feita de ouro puro, por onde passa o rio da água da vida, transparente como cristal; no meio da praça há a árvore da vida, que produz doze frutos, um a cada mês do ano, as folhas da árvore são usadas para a cura dos povos. Na cidade, nada entrará de contaminado, nem de abominável ou mentiroso. Não mais haverá maldição.' Vazio é o que sobra quando se perde a fé. A minha cidade existe...!


- partes de texto extraídas de Apocalipse 21.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

inquietações de um dia vazio.


Vazio é um parênteses sem nada dentro.
É o que me sobra se eu perco a fé.
Vazio é o espaço não preenchido, os espaços internos.
O que sobra e o que falta quando você enche a casa de móveis.
Vazio é quando você sente fome, abre a geladeira e percebe
que está na hora de fazer compras.
É quando você não sabe o que dizer, ou simplesmente não tem
palavras pra falar ou explicar algo.
Pode ser um estado de 'sei lá o que me perpassa', de um altismo
poético, ou de devaneios que floreiam os pensamentos como
as brisas no verão, ou nos cataventos da Cidade dos Girassóis.
Vazio é quando você esquece o nome das pessoas, onde estão
as chaves de casa, onde deixou a carteira com os documentos
ou qual é o seu próprio número de celular.
Isso não de se lembrar, vazio.
Vazio é quando você reencontra um velho amigo de infância
e descobre que vocês não tem mais nada em comum.
E fica o vazio dos olhares constragidos sem saber o que dizer.
Vazio é quando você chega sozinho em casa
depois de um dia cheio de pessoas e prepara a mesa de jantar
só pra você.
Vazio é o que eu mais sinto no meio das cidades grandes,
e o que mais se sentia ali.




terça-feira, 9 de agosto de 2011

verde musgo.

aguada de saudades
de sorrisos
e conversas
(passada)
hoje acordei
em poça d'água
a menina dos olhos
se agarra aos cabelos
que é pra não
morrer afogada
em meio às correntezas
do mês de julho
(passado)
sentimentos de sabe-se lá
razões, insônia,
dor de cabeça
hipersensibilidade feminina
talvez?
aflorada.
Chuva seca em terra esverdeada
Lama pura
Verde musgo
Olhos rasos d'água
que teimam não cascatear.
(passagem)
Vontade de ficar
quietinha aqui.


- onde estiverem, permanecem aqui todos os meus amores.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

amor moderno.

Horas e horas na janela
debruçada
e trançada
esperando ele passar
Passa João
Passa Margarida
e do amor não passa nada
nada do amor passar.

Fica ela bem quietinha
vem o sono
puxa uma cantiga
e na janela põe-se a cantar
Passa Carlos
Passa Juliana
e do amor não passa nada
nada do amor passar.

Troca de posição, vira a perna
gira o pescoço
cobre a canela
que o sol já vai se pôr
Passa amigo
Passa parentada
e do amor não passa nada
nadica dele na janela do computador.